ARQUIVO DE ARTIGOS

Lìngua: PORTUGUÊS

Adeus Paulo e um Obrigado de toda a EdC

O Paulo Melo deixou-nos na segunda-feira à noite, na sequência de uma doença rapidíssima. Considerável o seu contributo para o desabrochar da EdC na República Democrática do Congo.

por Antonella Ferrucci

O Paulo Melo é uma daquelas pessoas que deixou, com a sua vida, uma marca - um rasto de luz, poder-se-ia dizer - em todo o lado por onde passou, e que cada um de nós gostaria de encontrar no seu caminho.Paul Melo rid Atualmente era corresponsável, com a Teresa Guedes, do Movimento dos Focolares em Portugal. Deixou-nos na segunda -feira à noite, menos de três semanas depois de ter sabido o diagnóstico da sua inexorável doença.

O Paulo era economista e sempre amou a Economia de Comunhão. Em 1998 escreveu a Chiara Lubich: "Queria exprimir-te também a minha alegria por tudo o que está a acontecer no campo da Economia através da EdC. Eu estudei economia e a uma certa altura gostaria de ter continuado os estudos, mas a Obra precisava de mim noutras frentes. Perdi este meu desejo e agora estou feliz com o que está a acontecer. Será, com certeza, um dom para a humanidade"

Trabalhou muitos anos no Congo fazendo, literalmente, desabrochar a EdC naquela terra martirizada, com o seu amor concreto pelas pessoas, o apoio e o encorajamento constantes - ali muitos, hoje, choram a sua partida.

Saúda-o assim Luigino Bruni: "Adeus Paulo, meu Amigo e irmão focolarino português. Um terrível tumor levou-te em poucas semanas. Deste a vida seguindo aquela Voz que te levou tantos anos para a África onde deste tudo, também a saúde, àquele povo que tanto amaste e me fizeste amar. Obrigado pela tua fidelidade e pelo teu testemunho". E ainda: "Hoje, toda a EdC está de luto pelo Paulo que se torna uma daquelas estrelas luminosas do Paraíso que nos fazem viver 'entre o céu e a terra'."

Stella che muore ridÉ também muito bonita a metáfora que utilizou a Iolanda Tovar para descrever o Paulo e para o saudar no Facebook com esta bela imagem: "Explicaram-me que é uma nebulosa planetária (MZ 3, ou nebulosa da formiga). Uma estrela a morrer. Uma estrela (o pontinho branco no centro da figura) do mesmo tamanho e da mesma "matéria" do Sol que, morrendo, expele aquilo de que é feito e que produziu nos seus anos de vida, fecundando o espaço circundante... É assim que morrem as estrelas. Hoje a noite foi curta... a pensar nas estrelas... Obrigada Paulo! Aquilo que tinhas que fazer fazias logo. Também desta vez nos surpreendeste com a prontidão do teu Sim!"

Assim se exprime Corneille Kibimbwa, um dos seus "filhos espirituais", atualmente promotor da EdC no Congo: "Paulo foi realmente um filho do Ideal de Chiara Lubich e, por isso, ele é um meu irmão verdadeiro!!! Hoje temos um outro irmão no céu."

O funeral do Paulo realizou-se hoje na Cidadela portuguesa Arco-íris (Abrigada). Um grandíssimo obrigado ao Paulo da parte da EdC de todo o mundo. Temos a certeza que uma nova estrela está já a olhar por todos nós.

Image

ARQUIVO DE ARTIGOS

Lìngua: PORTUGUÊS

LIVROS, ARTIGOS & MEIOS

Lìngua: PORTUGUÊS

Filtrar por Categorias

© 2008 - 2021 Economia di Comunione (EdC) - Movimento dei Focolari
creative commons Questo/a opera è pubblicato sotto una Licenza Creative Commons . Progetto grafico: Marco Riccardi - edc@marcoriccardi.it