ARQUIVO DE ARTIGOS

Lìngua: PORTUGUÊS

Dieu pleure avec nous! #prayforParis

Para dedicar-se inteiramente aos acontecimentos em Paris, Avvenire alterou a sua programação de domingo e o 3º artigo de Luigino Bruni sobre o Eclesiastes não foi publicado. Nós publicamos as palavras de abertura, que foram escritas precisamente pensando no que aconteceu em Paris.

por Luigino Bruni

prayforParis Michel Pochet rid"E este sangue cheira como o dia em que um irmão disse ao outro: «Vamos ao campo»."

Salvatore Quasimodo, Homem do meu tempo

Tudo é como um infinito Abel. Uma eterna sexta feira santa. Agora é apenas tempo de lágrimas, misturadas com as dos irmãos franceses.

Estava escrevendo as últimas linhas deste artigo quando chegaram até mim, ferindo-me o coração, as notícias sobre Paris. Deixei de pensar, de escrever: dentro de mim apenas uma dor infinita. “Tudo é vaidade” - foi aprimeira mensagem que recebi dos amigos parisienses. O canto do Eclesiastes -'Qohélet' continua, se mistura hoje com nossas lágrimas. A Biblia nos oferece ainda palavras para exprimir as dores inexprimíveis, impensáveis, absurdas. Tudo é um infinito Abel.

Dieu pleure avec nous! é uma pintura que Michel Pochet criou para os acontecimentos de Paris a 13 de novembro de 2015

Image

ARQUIVO DE ARTIGOS

Lìngua: PORTUGUÊS

LIVROS, ARTIGOS & MEIOS

Lìngua: PORTUGUÊS

Filtrar por Categorias

© 2008 - 2021 Economia di Comunione (EdC) - Movimento dei Focolari
creative commons Questo/a opera è pubblicato sotto una Licenza Creative Commons . Progetto grafico: Marco Riccardi - edc@marcoriccardi.it