ARQUIVO DE ARTIGOS

Lìngua: PORTUGUÊS

Fórum Nacional EdC 25 anos

A EdC nasceu a 25 anos e propõe uma nova forma de pensar a economia.

foto site edc 2O último dia do Fórum começou com a mensagem da música de Luiz Gonzaga, em que o autor exalta que devemos “ficar com a pureza da resposta das crianças”. Nessa certeza Rodrigo Apolinário, integrante do conselho de agentes no Nordeste, convidou a todos a seguirem nessa perpectiva como empresários, funcionários, simpatizantes e aderentes de EdC.

Após esse momento o escritor Carlos Aurélio, apresentou sua mais nova obra: Economia de Comunhão - Responsabilidade Social e Bem Comum. Para elucidar a obra disse: “Com este livro quero divulgar a Economia de Comunhão como responsabilidade social e empresarial, destinando a profissionais, empresários, organizadores de empresa atualizando ideias e projetos sobre o empreendedorismo em um método de distribuição de lucros para sustentabilidade ambiental e de empresa. Tais objetivos, visam a inclusão social, a superação em momentos de crise econômica como a finalidade principal da empresa não é apenas gerar lucros mas sim postos de trabalho, com o qual incrementa a inclusão social. Podemos afirmar com precisão que a empresa é a maior instituição privada e pela qual todos os habitantes do local obtém emprego direto ou indireta, que movimenta a economia local, regional e nacional e são responsáveis pela geração de tributos para a economia local.”

Na sequência, os participantes foram indagados pela professora de Economia da UFPE, Sra. Andreza Lucas, com a pergunta: Por que estamos na EdC? E a resposta, com base no entendimento de Chiara Lubich, não poderia ser outra a não ser: “Não estamos felizes com o modo como a riqueza é produzida e distribuída”. Logo, todo aquele que faz parte deste corpo tem que ter esta primícia em sua vida.

Na conclusão do Fórum foi aberta a palavra para que as pessoas pudessem se expressar e após um momento de comunhão de opiniões, sentimentos e expectativas de futuro foi lançado o “Projeto Brasil”, que será o grande desafio dos membros da EdC para 2017. O projeto consiste em promover e consolidar o desenvolvimento e a consolidação da segunda geração de atores da Economia de Comunhão no Brasil. Para consolidar essa nova geração o projeto pretende atingir três resultados:

I. Revitalizar os núcleos de Economia de Comunhão e as lideranças existentes nas comunidades locais, como focos de sustentação da comunidade empreendedora e dos demais multiplicadores deste movimento cultural;
II. Estruturação da rede nacional favorecedora e incentivadora do nascimento e consolidação de empreendimentos de Economia de Comunhão;
III. Acompanhamento, de forma sistemática, as ações do Polo Ginetta e do Polo Spartaco que atuam no país com coordenação autônoma e orçamentos próprios.

Para isso será lançada uma Agenda Nacional da EdC Brasil, encontros de formação dos membros da Rede do Programa de Superação da Vulnerabilidade Econômica acontecerão, criação de espaços de relacionamentos para os empresários (reuniões bimestrais por ferramentas online), realização de Mini-Escolas de EdC para jovens realizadas de forma itinerante em quatro cidades do Brasil. Além de manter diálogos institucionais com organizações que realizam incentivos ao empreendedorismo social, será realizada parceria com a Aliança Empreendedora para o fomento e apoio ao empreendedorismo social dos jovens de 16 a 30 anos. Outre que o acompanhamento sistemático, das ações do Polo Ginetta e do Polo Spartaco que atuam no país com coordenação autônoma e orçamentos próprios.

O fórum teve como desfecho um convite: todos foram convidados a fazer parte da concretização do Projeto Brasil.

Image

ARQUIVO DE ARTIGOS

Lìngua: PORTUGUÊS

LIVROS, ARTIGOS & MEIOS

Lìngua: PORTUGUÊS

Filtrar por Categorias

© 2008 - 2021 Economia di Comunione (EdC) - Movimento dei Focolari
creative commons Questo/a opera è pubblicato sotto una Licenza Creative Commons . Progetto grafico: Marco Riccardi - edc@marcoriccardi.it